Custo da cesta básica em Aracaju caiu em maio

 

O valor da cesta básica na capital sergipana ficou em R$ 400,15 em maio, sendo o menor custo da cesta entre as capitais do país*. Em relação ao mês anterior, quando registrou R$ 401,37, houve queda de 0,3%. No ano, o custo da cesta básica aumentou 13,69%. Os dados são da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada mensalmente pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) em 17 cidades.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, apenas Brasília e Aracaju apresentaram queda no custo da cesta básica, -9,48% e -1,96%, respectivamente*.
Em maio deste ano, segundo o Dieese o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria equivaler a R$ 4.694,57, ou 4,49 vezes o mínimo de R$ 1.045,00. Quando se compara o custo da cesta e o salário mínimo líquido, ou seja, após o desconto referente à Previdência Social, em Aracaju, verifica-se que o trabalhador remunerado pelo piso nacional comprometeu, em abril, 41,40% da remuneração.

*Cenário Nacional*

A cesta básica subiu em 8 de 17 capitais pesquisadas.Além de São Paulo e Rio de Janeiro, a cesta básica ficou mais cara em maio ante abril em Curitiba (R$ 531,27; 3,92%); Florianópolis (R$ 524,07; 0,05%), Goiânia (R$ 505,99; 2,59%); Belém (R$ 453,36; 4,42%), João Pessoa (R$ 440,25; 0,53%) e Natal (R$ 429,57; 0,30%). No entanto, ficou mais barata em: Vitória (R$ 536,73; -0,22%), Porto Alegre (R$ 518,63; -1,59%), Belo Horizonte (R$ 484,02; -0,11%), Campo Grande (R$ 455,35; -8,14%), Fortaleza (R$ 455,18; -5,65%), Recife (R$ 451,45; -2,13%), Brasília (R$ 441,09; -6,38%), Salvador (R$ 410,33; -3,48%) e Aracaju (R$ 400,15).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *