Covid-19: mais 1.575 novos casos, dois novos óbitos e 17 confirmados

Boletim epidemiológico do coronavírus divulgado na noite deste sábado (4), pela Secretaria de Estado da Saúde,  mostra 1.575 novos casos e dois novos óbitos em Sergipe.  Além da confirmação de 17 mortes que estavam em investigação e foram confirmados.
Mostra ainda o boletim que em Sergipe, 29.761 pessoas já testaram positivo para a COVID-19 e 783 morreram. Dos casos confirmados, 965 correspondem a exames realizados entre 2 e 3 de julho, que foram processados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Ainda aguardam resultado 3.156 exames. Foram realizadas duas alterações de endereço: de um caso confirmado, de Graccho Cardoso para Aracaju, e de um óbito de Nossa Senhora do Socorro para Aracaju.
Oito mortes são de Aracaju, com sete homens: 53, com cardiopatia e hipertensão; 86, com doença de Parkinson; 60 e 91, sem comorbidades; 74, com hipertensão e obesidade; 49, com hipertensão e diabetes; 67, com hipertensão. A única mulher possui 76 anos, cardiopatia e diabetes.
No interior, duas cidades registraram dois óbitos cada: em Itabaiana, homens de 80, com RNC, e de 98, Alzheimer; em Estância, homem, 69, sem comorbidades, e mulher de 65 anos, com doença renal crônica.
Nos demais municípios: mulher, 28, da Barra dos Coqueiros, com doença renal crônica; homem, 62, São Cristóvão, sem comorbidades; homem, 76, de Nossa Senhora da Glória, com hipertensão e diabetes; homem, 53, de Nossa Senhora do Socorro, sem comorbidades; mulher, 34 anos, de Japaratuba, com doença mista do tecido conjuntivo, esclerose múltipla, doença renal crônica e lúpus eristematoso sistêmico; homem, 56, de Lagarto, sem comorbidades; e homem, 55, de Ilha das Flores, sem comorbidades.
São 18.949 pessoas curadas até o momento. Foram realizados 55.886 exames e 25.913 foram negativados. Estão internados 664 pacientes, sendo 269 em leitos de UTI (148 na rede pública, sendo 146 adultas e 2 pediátricas; e 121 na rede privada, sendo 117 adultas e 4 pediátricas) e 395 em leitos clínicos (246 na rede pública e 149 na rede privada). São investigados mais 11 óbitos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *