Senado em 2026 dificultando 2024

Coluna Rita Oliveira – 08 de fevereiro de 2024

Após lançar o nome da deputada federal Katarina Feitoza (PSD) como pré-candidata a prefeita de Aracaju, na última segunda-feira, o presidente nacional do partido Gilberto Kassab ligou para o governador Fábio Mitidieri (PSD) convidando para uma conversa sobre essa pauta.

Kassab deve querer convencer o governador da necessidade do PSD ter candidatos viáveis a prefeito nas capitais, para ganhar visibilidade nacional. E que Katarina é um nome competitivo em Aracaju por já ter sido vice-prefeita, ter sido bem votada na capital para deputada federal e pontuar bem nas pesquisas de intenções de voto.

Esse desejo do presidente nacional do PSD esbarra no acordo político que Mitidieri tem com o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT), que é de apoio ao seu candidato a prefeito de Aracaju nas eleições de 6 de outubro deste ano.

O acordo foi firmado em 2022, quando Edvaldo retirou seu nome da disputa ao governo para apoiar Fábio Mitidieri. Ainda pelo acordo, ele indicaria o vice, que foi Zezinho Sobral.

Em 2024, o nome de Edvaldo para a prefeitura é o do secretário Luiz Roberto (PDT). Como a sucessão é sua, é natural que coordene o processo eleitoral e queira indicar um nome do seu partido e que tenha confiança para que dê continuidade aos seus projetos para Aracaju.

Fábio está com uma batata quente nas mãos. Se disser que não vai votar no candidato de Edvaldo, mas no do seu partido, não só deixará de honrar um acordo político como poderá provocar um rompimento político com o prefeito, que respingará em 2026 quando disputará a reeleição.

O cenário é de dificuldade, pois Edvaldo não vai abrir mão de indicar o seu sucessor, até pela sua sobrevivência política já que será candidato ao Senado em 2026. Vai cobrar o compromisso de lançar o seu candidato com o apoio do governador e do agrupamento.

Além disso, Fábio não encontrará facilidade para unir o agrupamento, com os cinco pré-candidatos do bloco governista. Isso porque as eleições 2024, mexe fortemente no pleito de 2026 para o Senado, quando estarão na disputa das duas vagas o presidente do União Brasil, ex-deputado federal André Moura; o presidente do MDB, senador Alessandro Vieira; e o prefeito Edvaldo.

Mitidieri falou na posse de Nitinho Vitale como deputado federal, nessa terça-feira (06), que marcou para depois do carnaval a conversa com Kassab, já deixando agendado a quinta-feira da próxima semana (15).

Agora é aguardar o carnaval passar e o desenrolar dos acontecimentos…

………………………………

Especulações I

Informações chegadas à coluna, de Brasília, dão conta que o PSD acabará indicando o vice de Luiz Roberto (PDT) e que o nome estará entre o presidente da Câmara Municipal de Aracaju, Ricardo Vasconcelos (ainda Rede), ou o recém-empossado deputado federal Nitinho Vitale (PSD). Isso porque Katarina Feitoza não deixará de ser deputada federal para ser vice, que já foi, e renunciou para disputar a Câmara Federal em 2022.

Especulações II

Ricardo Vasconcelos, que esteve com um pé no União Brasil, já está de malas prontas para se filiar ao PSD em março, após abertura da janela partidária. Uma das razões seria o compromisso de ser presidente no biênio 2024/2026.

Especulações III

Já uma liderança política de Aracaju garante que o vereador Ricardo Vasconcelos disputará à reeleição pelo PSD e terá o apoio do governador Fábio Mitidieri para ser o presidente da Câmara.  Ainda segundo a fonte, sendo reeleito e no comando do Poder Legislativo, disputará mandato de deputado estadual em 2026.

Especulações IV

Segundo a fonte, o governador vai querer emplacar a delegada Danielle Garcia, atual secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, como vice de Luiz Roberto, mesmo ela estando filiada ao MDB. Por entender que o vice precisa ser uma mulher e que já tenha sido bem votada em Aracaju.

Ponto de vista

Do pré-candidato a prefeito de Aracaju pelo PP, vereador Fabiano Oliveira, ao ser questionado pela coluna como via o fato de cinco nomes do agrupamento governista estarem hoje querendo disputar a prefeitura: “Vejo com tranquilidade. O momento é de se credenciar e trabalhar para que a população possa analisar os nomes apresentados”.

Encontro político

O presidente estadual do PSD, ex-governador Belivaldo Chagas, e o presidente estadual do PSB, vice-governador Zezinho Sobral, almoçaram nesta quarta-feira em um restaurante da capital. No cardápio, a sucessão municipal em Aracaju e em alguns municípios do interior.

O que disse

Do ex-senador Eduardo Amorim (PL) à coluna, ao ser questionado se será o vice da pré-candidata a prefeita Emília Corrêa (PRD): “Vou apoiar Emília. O resto fica para depois”.

Pelo PRD

Após especulações de que perderia o partido, Emília deverá mesmo disputar a Prefeitura de Aracaju pelo PRD, que tem o número 25 do PFL do ex-governador João Alves Filho. Ela, inclusive, quer trazer para a campanha a ex-senadora Maria do Carmo Alves. Terá o apoio do PL e PSDB, além do deputado federal Rodrigo Valadares (União Brasil), que deseja indicar o vice.

O vice

Quem também trabalha para indicar o vice de Emília é o PL, que em Sergipe é presidido pelo empresário Edvan Amorim.

Discurso I

O vereador Elber Batalha (PSB) se diz “surpreso com a humildade” do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) na visita que fez à Câmara Municipal na abertura dos trabalhos legislativos deste ano, ocorrida na última terça-feira, quando leu a mensagem com o balanço das ações da gestão.

Discurso II

Em discurso na Câmara afirmou: “Edvaldo deu uma demonstração de humildade ao se colocar para os vereadores e solicitar que a Câmara debata de forma clara e transparente, e ajude o município e gestão a analisar as obras que serão muito importantes para Aracaju em 2024”.

Discurso III

Para Elber, o prefeito acertou nesse momento de aproximação com a Câmara. Declara que essa relação já deveria ser mais harmônica e espera que se prorrogue numa relação profícua e respeitosa.

Já na pauta

Depois do carnaval, na quinta-feira (15), os vereadores vão discutir o remanejamento do orçamento de 5% da Prefeitura de Aracaju em 2024. Atendendo a um apelo do prefeito Edvaldo Nogueira, deverão aumentar o percentual para 18%. Não vão considerar o remanejamento anterior de 40%.

PL das Fake News

Do senador Alessandro Vieira (MDB): “A internet não pode ser um território sem lei! Diariamente, diversos crimes são cometidos no ambiente digital e, muitas vezes, os criminosos não são punidos adequadamente. Nosso projeto de lei 2630 torna o ambiente digital mais seguro: o PL das Fake News combate o discurso de ódio, exige transparência nas plataformas e combate contas falsas. É urgente e necessário aprovar esse projeto”.

Veja essa…

Do ex-deputado estadual Jorge Araujo: “Tem repercutido nacionalmente na mídia nacional a decisão do prefeito de Recife em repassar este ano para os clubes Sport, Náutico e Santa Cruz R$ 1 milhão para cada um, para ações sociais na capital. Em Aracaju, o prefeito, infelizmente, não participou com nenhuma contribuição com os clubes Confiança e Sergipe. Espera-se que este ano ele possa contribuir com nossos representantes”.

CURTAS

A sessão solene de posse da juíza de Direito Simone de Oliveira Fraga como nova desembargadora do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) acontecerá no dia 21 de fevereiro, às 10 horas, no auditório José Rollemberg Leite. A juíza é titular da 3ª Vara Cível da Comarca de Aracaju e ascende ao 2º Grau pelo critério de merecimento.

A nova vaga foi aberta após aprovação da lei complementar 388, de 31 de agosto de 2023. A lei criou mais duas vagas para desembargador, passando assim a composição do Pleno do TJSE de 13 para 15 membros. A primeira vaga foi ocupada pelo juiz João Hora, que ascendeu ao cargo pelo critério de antiguidade e tomou posse no dia 06 de dezembro de 2023.

Na abertura do ano legislativo, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou que pretende pautar em breve duas Propostas de Emenda à Constituição (PEC): uma para criar um mandato fixo de ministros do STF e outra para acabar com a reeleição no Brasil.

Apesar das mudanças de filiações partidárias ocorridas no ano passado, o PSD continuará como o maior partido no Senado entre as 13 legendas presentes na Casa, com um total de 15 representantes, mantendo o mesmo número registrado em 2023.

O PL contará com 12 senadores, seguido do MDB, com 11, e do PT, com oito. Pela primeira vez, o Novo vai abrir o ano legislativo com um representante no Senado, que contará ainda com um senador sem partido.

 

Nesta quarta-feira, em Brasília, os senadores Alessandro Vieira (MDB) e Laércio Oliveira (PP) e o governador Fábio Mitidieri (PSD) estiveram reunidos com a ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet. Discutiram as obras contempladas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em Sergipe e a obra de construção da Adutora do Leite.

Segundo Alessandro, Sergipe deve receber cerca de 136,6 bilhões pelo PAC, o maior volume de recursos entre os estados do Nordeste e o quarto do país, o que será um marco para o desenvolvimento do estado. Revela que, no conjunto de obras do programa, destacam-se a duplicação da BR-101 – Sul e Norte; o gasoduto do Projeto Sergipe Águas Profundas e moradias do Minha Casa, Minha Vida. E que, no total, são 189 obras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *