Marcio Macedo é convidado por Lula para os anúncios importantes de investimentos no Sudeste

Foram anúncios de recursos para educação e ampliação do uso de energia limpa; Macedo acompanhou o presidente ao Rio de Janeiro e Minas Gerais

 

A atuação do governo federal não deixa dúvida de que o investimento em educação é prioridade. Foi essa a tônica da visita do presidente Lula ao Rio de Janeiro. O presidente convidou o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Marcio Macedo para acompanhá-lo. Foi inaugurado o Ginásio Educacional Olímpico Isabel Salgado. A estrutura era parte do Parque Olímpico. A escola vai beneficiar cerca de mil alunos e funcionará em tempo integral. É uma homenagem à jogadora da seleção brasileira de vôlei Isabel Salgado, ícone do vôlei brasileiro, que chegou a ser nomeada para compor a equipe de transição do governo Lula, mas faleceu poucos dias depois da eleição.

Na cidade, o presidente também lançou a pedra fundamental do Campus Parque Olímpico/Cidade de Deus do Instituto Federal (IFRJ). A prefeitura cedeu o terreno. E para a construção do campus, o governo federal vai repassar R$ 15 milhões. A obra deve estar pronta no próximo ano. Não ficou por aí. Depois, Macedo foi com o presidente ao Complexo do Alemão. Para lá também serão repassados R$ 15 milhões par a obra de outro campus do IFRJ. Os dois campi estão previstos no Novo PAC (Novo Programa de Aceleração do Crescimento).

No evento, num discurso em que reafirmou a missão do atual governo com a redução das desigualdades e de dar a todas as brasileiras e brasileiros a possibilidade de viverem com dignidade, Lula disse que “ hoje não foi um delegado ou um capitão da polícia que veio anunciar a quantidade de mortes no Complexo Alemão. Hoje, o Governo Federal e o Governo Municipal vieram aqui dizer: quem veio ao Complexo do Alemão foi a educação, para salvar essa gente”.

Essa semana, o ministro sergipano – responsável por reconstruir as pontes do governo federal com os movimentos sociais de todo o país – foi ainda na comitiva presidencial a Minas Gerais. Ali, foi anunciado um pacote de investimentos do Novo PAC de R$ 121,4 bilhões. Para o estado, a ênfase é em energia e transição energética, saúde, educação, transportes, infraestrutura social, cultura e inclusão digital. Fazem parte das obras, por exemplo, o Hospital Universitário de Juiz de Fora, R$ 33 bilhões em rodovias, R$ 778 milhões em aeroportos (em especial os regionais) e propostas de apoio a agricultores atingidos pela seca no Norte de Minas.

O presidente reforçou a visão de seu governo que preza, acima de tudo, por respeitar o pacto federativo para a condução e execução de obras consideradas prioritárias em cada estado. Sob a liderança de Lula, Macedo cumpre essa determinação. Acima das diferenças partidárias está o trabalho incessante para fazer o país alcançar um novo modelo de desenvolvimento econômico, com foco central no atendimento à população mais vulnerável, na geração de empregos e renda e oportunidades para todos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *